Não existe uma receita de bolo para impulsionar nas redes sociais, tudo vai depende do objetivo de cada campanha, do público alvo (sim temos públicos mais ou menos caro)  isso vai depender da popularidade da persona e da concorrência, qual o valor médio que a concorrência está investindo, mas antes precisar revisar como o facebook ADS ( Instagram e facebook) faz suas cobranças:

  • CPC: A sigla CPC, significa custo por clique, nesse tipo de pagamento, você pagará ao Facebook Ads toda vez que um usuário clicar em seu anúncio. Se você estipulou um valor de gasto diário, ele só continuará exibindo seus anúncios até ser atingido esse volume. Caso sua campanha não atinja o valor total, a cobrança será proporcional ao números de cliques.
  • CPM: O CPM é o famoso Custo por Mil, nesse tipo de cobrança o anunciante paga ao Facebook Ads quando seus anúncios forem visualizados mil vezes.
  • CPA: Também conhecido como Custo por Aquisição, esse tipo de cobrança gera um custo para o anunciante só quando o usuário executar uma ação estipulada como “conversão”. Ela pode ser uma compra, um clique em um link específico, curtida em determinada página e mais.
  • CPL: O CPL é o Custo por Lead, e a cobrança é bem similar ao CPA. Em qualquer uma das modalidades de cobrança, o anunciante só tem um valor descontado de seu orçamento, caso o usuário execute a ação estipulada.

É totalmente possível conseguir retornos positivos, com apenas R$10 reais de investimento por dia. O grande segredo para extrair o melhor é alinhar a estratégia com o investimento. Precisamos verifique seu mercado de atuação, a concorrência e o valor médio que está sendo investido pelos concorrentes (conseguimos ter essa base com bastante propriedade através do Google ADS). Então poderíamos colocar que o investimento correto é aquele que podemos pagar. Minha sugestão e iniciar com um valor menor e ter capacidade de escalar esse valor de acordo com os resultados.