O bounce impacta diretamente nas taxas de sucesso de uma campanha de email. Basicamente, um bounce acontece quando um email é rejeitado devido a um erro, seja permanente ou temporário. Ou seja, o email disparado não chega com sucesso à caixa de entrada do lead.

Mas por que isso acontece?

Há 2 motivos principais:

  • Erro permanente, como email inexistente ou inválido (hard bounce);
  • Erro temporário, como servidor fora do ar ou caixa de entrada cheia (soft bounce).

Mais do que uma métrica de qualidade de campanha, é uma métrica de qualidade da própria base de Leads. Se suas campanhas tiveram altos índices de bounce significa que a lista não está boa e precisa ser higienizada. Confira detalhadamente a seguir o que é hard bounce, o que é soft bounce e o que fazer quando esses erros aparecem.

Hard bounce

Quando você tenta enviar um email e, por algum motivo, o destinatário não puder receber permanentemente a sua mensagem, você recebe de volta um erro, que chamamos de hard bounce. Um hard bounce pode ocorrer, por exemplo, porque o endereço de email foi digitado de forma incorreta ou porque o endereço não existe mais.

A recomendação é que a sua campanha nunca tenha mais do que 3% de hard bounce. Isso porque altos índices desse tipo de erro são um forte indicador de que a sua lista de emails é comprada ou muito antiga, e enviar emails para esses destinatários é uma prática muito ruim. Por esse e outros motivos é muito importante que, uma vez que um email retorne como hard bounce, você inative esse endereço da sua lista imediatamente, para evitar danos à sua reputação como um bom enviador de emails.

Soft bounce

Assim como um hard bounce, um soft bounce é um erro ocasionado por alguma dificuldade do ESP (Email Service Provider) de entregar o seu email.

No entanto, o soft bounce é um erro temporário, ou seja, o email não pode ser entregue neste momento, mas nada impede que ele seja entregue corretamente no futuro. Isso pode acontecer, por exemplo, porque a caixa de emails do seu destinatário está cheia ou porque o servidor de emails dele está fora do ar por algum motivo temporário. Como o soft bounce é um problema com menor gravidade do que um hard bounce, os limites para esse tipo de erro são mais flexíveis, mas ainda assim a recomendação é que a sua campanha não tenha mais do que 6% deste tipo de erro. Além disso, em alguns casos, um email que retornou como soft bounce pode, na verdade, estar passando por uma indisponibilidade permanente.

Por exemplo, se o erro for recebido porque a caixa do destinatário está cheia e o usuário nunca limpar essa caixa, sempre que você enviar um email para esse endereço você receberá um erro de soft bounce. Por esse motivo, é importante remover endereços de email que retornem recorrentemente como soft bounce, para que você não tenha problemas de entregabilidade no futuro.

Qual a diferença entre hard bounce e soft bounce?

E então, entendeu o que significa soft e hard bounce? Para resumir melhor os conceitos e suas diferenças, confira a ilustração abaixo:

Quer saber mais sobre o assunto? Precisa de uma ferramenta definitiva para disparar seus e-mails? Fale conosco!